Juiz de Braga apela às marcas para não obrigarem a destruir roupa ou calçado contrafeito

Article note: As marcas preferem mendigos com roupa rota e desconfortável, desde que as imitações sejam destruídas... Realmente mete dó...

O próprio juiz e funcionários judiciais vão em breve destruir à tesourada milhares de peças apreendidas que estão armazenadas. “Confesso que mete dó”, diz o magistrado.